Newsletter

Previsão do tempo

Hoje - Porto Alegre, RS

Máx
25ºC
Min
19ºC
Predomínio de

Quinta-feira - Porto Alegre...

Máx
26ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Últimas notícias

Como ser uma Família Acolhedora: Reunião on-line apresentará projeto

O Programa Família Acolhedora, promovido pela Fundação de Assistência Social e Cidadania de Porto Alegre em parceria com o Abrigo João Paulo II, é um serviço de acolhimento familiar destinado a crianças e adolescente que tiveram seus direitos violados e receberam medida de proteção por meio do Juizado da Infância e da Juventude. O serviço consiste em cadastrar e capacitar famílias da comunidade para receberem em suas casas, por um período determinado, essas crianças ou adolescentes dando-lhes amparo, aceitação, amor e a possibilidade de convivência familiar e comunitária, garantindo uma atenção inpidualizada. No dia 29 de novembro, o Abrigo João Paulo II promoverá uma reunião on-line para apresentar o projeto a famílias interessadas e realizar um bate-papo sobre as principais dúvidas que venham a surgir sobre esse serviço. O encontro será realizado, às 18h15min, na plataforma Google Meet. As inscrições para a reunião devem ser feitas no site do Abrigo até o dia 26/11. O link de acesso a reunião será encaminhado no dia do evento. “O Família Acolhedora é um serviço novo na cidade de Porto Alegre e nós estamos permanentemente buscando famílias interessadas em participar porque acreditamos que essa é uma forma muito especial de ajudar uma criança. A criança ou adolescente que vai para o Família Acolhedora, ao invés de estar em um espaço coletivo com várias outras crianças, tem esse cuidado inpidualizado, essa atenção, esse carinho, e isso faz muita diferença no desenvolvimento. Precisamos de famílias que tenham esse amor todo para doar”, explica Suzana Pellegrini, responsável pelo serviço no Abrigo João Paulo II. Saiba mais O acolhimento familiar consiste em conceder a guarda temporária de crianças e adolescentes afastados dos responsáveis legais para famílias que tenham interesse e com condições comprovadas de oferecer os meios necessários à saúde, educação, alimentação, habitação e lazer. Quem participa do Família Acolhedora assume esse papel de parceiro no atendimento e na preparação da criança ou adolescente para o retorno à família de origem. Ou seja, não é uma adoção, pois o objetivo é que a criança ou adolescente fique o menor tempo possível afastado de sua família. As instituições que promovem esse serviço empreendem diferentes esforços para superar as dificuldades que culminaram no afastamento ou para encontrar uma família substituta. O Programa tem apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Prefeitura de Porto Alegre, Ministério Público do RS, Tribunal de Justiça do RS, Defensoria Pública do RS, OAB/RS e Rede Marista. Saiba mais informações no site do Abrigo João Paulo II.
25/11/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.